Posts Tagged ‘Informe Cidade’

GUAJERU: MULHER É ENCONTRADA MORTA

Adelina Rosa Pereira, era divorciada, tinha 44 anos e deixa dois filhos. (Foto: Divulgação).

O corpo de Adelina Rosa Pereira, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (10), foi encontrado nesta terça-feira (16) nas proximidades de sua residência, na Fazenda Vereda Comprida, próxima ao Descoberto, município de Guajeru. Segundo familiares, Adelina tinha depressão e tomava medicamento controlado. Após seu desaparecimento, a polícia, amigos e familiares começaram uma busca desesperada, que teve um fim trágico. Somente nesta terça-feira (16), seis dias depois do ocorrido, o corpo da Adelina foi encontrado por um grupo de rapazes embaixo de uma árvore, há apenas cerca de 30 minutos do local onde ela morava. De acordo com o Informe Cidade, o reconhecimento só foi possível por conta das roupas que ela vestia em função do avançado estado de decomposição. A mulher era divorciada, tinha 44 anos e dois filhos.

JACARACI: CAIXA ELETRÔNICO DO BB É EXPLODIDO

O caixa ficou completamente destruído. Agência não divulgou a quantia roubada. (Foto: Divulgação).

O caixa eletrônico do Banco do Brasil que ficava no Mercado Municipal do Distrito de Irundiara, em Jacaraci, no sudoeste baiano, foi alvo de bandidos nesta terça-feira (03). Segundo informações do Informe Cidade, por volta das 02h30 da madrugada, cinco elementos invadiram o lugar e explodiram o caixa do Banco do Brasil. Os criminosos levaram todo dinheiro do caixa, mas ainda não se sabe a quantia exata que foi roubada. Testemunhas afirmaram que os elementos estavam em um veículo corola, de cor prata. De acordo com a investigação que está sendo promovida pela polícia, os suspeitos cortaram os cabos de telefonia móvel do Distrito e, em seguida, deixaram as ferramentas utilizadas na ação no próprio local. Este é o terceiro roubo à caixa eletrônico que acontece no Distrito de Irundiara e a população está temerosa, queixando-se da falta de segurança da cidade. Além disso, os populares temem pela retirada permanente do caixa eletrônico do Distrito, já que este não possui uma agência bancária.

CACULÉ: AVIÃO MONOMOTOR FAZ POUSO FORÇADO

Piloto faz pouso forçado e parte da fuselagem fica esplhada pelo mato. (Foto: Vagner Santos).

Na manhã desta segunda-feira (25), o piloto de um avião monomotor foi obrigado a fazer um pouso forçado na localidade de Alecrim, zona rural de Caculé, no sudoeste baiano. De acordo o Informe Cidade, a aeronave veio em direção à área descampada perdendo altitude e de repente se chocou contra o chão. Apesar do imprevisto e da surpresa dos moradores da região, nenhum dos dois ocupantes do avião ficou ferido. Assustado, o piloto não quis falar sobre as causas do acidente. Parte da fuselagem e os trens de pouso do monomotor foram danificados. A aeronave, que vinha da cidade mineira de Janaúba, seria entregue ao empresário Valdir Saraiva de Carvalho. Até o momento, não se sabe o que ocasionou o pouso de emergência.

CALCULÉ: FAMÍLIA ACUSA HOSPITAL DE NEGLIGÊNCIA

Familiares da criança morta clamam por Justiça. (Foto: Aloísio Costa/Informe Cidade).

Após a morte da recém-nascida Maria Milena, que faleceu em menos de 24 horas após o parto, os familiares acusam o Hospital Nossa Senhora Aparecida, localizado na cidade de Caculé, no sudoeste baiano, de negligência, pois, segundo eles, uma série de erros, por parte da equipe médica, levou à morte da criança. Indignada com o descaso que foram tratadas mãe e filha, a família alega que toda a gravidez foi devidamente assistida, até o momento em que Luiza, mãe da criança, já em trabalho de parto, foi levada para o referido hospital e aguardava o médico plantonista, Abian Maquera, de Vitória da Conquista. De acordo Lívia Matos Ramos, tia da criança, o parto foi realizado por uma Técnica em Enfermagem, e a mesma informou  que o parto havia sido complicado e  a criança havia inspirado líquido da placenta. Já no quarto, os familiares perceberam que a criança apresentava alguns hematomas na cabeça e tinha dificuldades para respirar, no entanto, outro médico assegurou que a criança estava bem. O estado da criança se agravou e, de acordo com familiares, mesmo sem ser avisada, o hospital procurou vaga, pelo SUS, na UTI em Guanambi ou Vitória da Conquista, sendo que os mesmos estariam dispostos a pagar uma clinica particular, se fosse necessário. Mas, no início da manhã do ultimo domingo (23), a criança faleceu e a família convocou a imprensa e reuniu populares protestando por justiça e elucidando o descaso com o qual está sendo tratada a saúde pública, na tarde dessa terça-feira(25): “Queremos justiça e viemos buscar justiça. Só estamos esperando o atestado de óbito para entrar com uma ação contra o hospital”, ressaltou Lívia. O Diretor clínico do Hospital, o médico Jesus Aparecido Pereira, informou que o médico não é funcionário do Hospital, que aquele foi o seu primeiro plantão na instituição e que, em nenhum momento, a família comunicou ao hospital que teria condições de levar a criança para ser atendida num instituição particular. Informações do Informe Cidade.